Como funciona


As aulas ocorrem no Paraguai, na capital Assunção, de maneira condensada nos períodos de julho e de janeiro. Sendo que é necessário que cada aluno vá apenas uma vez por ano, ficando um período entre duas e três semanas. As demais atividades de produção acadêmica (com escrita em português) ocorrem no Brasil sob a orientação dos professores da Universidad Interamericana. Para as especializações é necessário duas viagens (exemplo: meses de julho de 2018 e 2019), e, para os mestrados e doutorados, três viagens (exemplo meses de julho de 2018, 2019 e 2020). A especialização pode ser feita concomitantemente com o mestrado ou com o doutorado, aproveitando as viagens das outras titulações.
O processo seletivo é feito pelo parceiro institucional brasileiro (Kawo-Kabiyesile), assim como o recolhimento do pagamento. O parceiro institucional brasileiro pode realizar cursos de espanhol, conferências e outros eventos mensalmente para criar uma vida acadêmica mais ativa no Brasil, porém não pode ser realizadas aulas.
O Governo do Paraguai exige que o estudante tenha um visto para poder estudar naquele país. A Universidad Interamericana não realiza o procedimento junto ao setor de imigração, porém indica a empresa dirigida pelo senhor Juan Ignacio Ojeda Galeano. Existem dois tipos de vistos, o temporário (válido por dois anos) e o permanente. Na primeira viagem do estudante, o mesmo entra como turista no país, e em sua estadia deverá fazer o procedimento no setor de imigração (a Universidad Interamericana explica todos os detalhes no primeiro dia na universidade).
A Kawo-Kabiyesile é presidida pelo Professor Doutor Raphael Fontes Cloux (currículo Lattes) e tem escritório situado na Rua General Labatut, 340, Barris, Salvador, Bahia, Brasil. CEP 40070-100.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.